Old is cool .::musicyourself::.

Ativismo+sonzeira+performance+sonzeira+surf+sonzeira = Midnight Oil.
O Midnight Oil foi fundado à 30 anos atrás na Austrália, pelo pau de vira-tripa Peter Garret, um gigante branquelo de 2 metros de altura, com um vozeirão das cavernas e um ativista fudido. Com sua língua afiada, botou medo em várias empresas que iam contra a proteção ambiental, hoje tão difundida.
Antes de virar Midnight Oil, o nome da banda era Farm, uma banda de progressive rock formada por surfistas e amigos da raça do surf dos arredores de Sidney e Narrabeen.
Muitos hits, milhões de discos vendidos depois, em 2002, Peter resolveu deixar a banda pra se dedicar exclusivamente ao ativismo político. Tem um videoclip da música “Sometimes” gravado durante um protesto na frente de uma fábrica que é muito show, o maluco chega a tomar um estarro, mas continua vociferando contra os grandes tubarões poluidores. Do caralho!
Em 2005, a banda voltou para um show beneficente às vitimas do Tsunami de 2004, o Wave Aid. Desde então não soube mais de nenhum show dos caras.
Eu tive a honra de conseguir ver um show do Midnight Oil em Floripa, e realmente pude confirmar todo o diferencial performático do Peter Garret, subindo nas caixas, berrando muito e incendiando o crowd. Inesquecível pra mim!

Midnight Oil @ Discografia completa

Anúncios

5 opiniões sobre “Old is cool .::musicyourself::.

  1. Aí Gustavo, aí Gustavo!

    HÁ EXATAMENTE 10 ANOS ATRÁS (1997), NO ILHA SHOPPING!
    Pulei feito um CANGURÚ nesse show! Puta que pariu, brother, obrigado por trazer isso à tona! Esses dias lembrei desse show, acho que foi em setembro daquele ano. Detalhe: estacionei na rua, não tive que deixer dinheiro pra ninguém, e voltamos intactos pra casa (eu e o carro da minha coroa). GOOD OLD TIMES OF OUR TOWN!

    Quanto ao figura do PG (www.petergarrett.com.au), com seu embaço inesquecível imortalizado num dos clips do Midnight, acrescento também que desde 2004 ele faz parte da “House of Representatives” da Austrália, ou seja, é um Deputado Federal, e incomoda bastante lá em defesa da natureza.

    Valeu!

    Gustavo

  2. Dá-lhe xará!

    Realmente faz 10 anos, também estacionei de maneira despreocupada, totalmente normal para os padrões da nossa ilha no século passado. Old and good times!

    Em tempo: Que época boa aquela, hein? Quase todos da surf music australiana desembarcando em Floripa: Spy vs. Spy, Gang Gajang, Hoodoo Gurus, Youth Yindi (irado esse!), James Reyne (Australian Crawl), Men at Work e outros que não lembro agora…
    Mas pra mim, o ápice foi ver o T.S.O.L. pra 350 pessoas em Curitiba, numa quinta-feira. Unforgetable!

    Abrax

  3. Que época mesmo! Tb fui na maioria desses citados, mas o Midnight pra mim foi o melhor deles, sempre foi a minha banda preferida entre todas as outras e eles fizeram aquele show de alma, com a banda completa, muito astral. Galera ia pra ver o show mesmo. Esse do TSOL não fui, mas um brotherzasso foi e me disse que foi realmente alucinante!
    Falou!

  4. Galera… isso que é som… Sou de Porto Alegre e vi todos esses shows. james Reyne pra mim é o pai do surf music. O cara é Foda. TSOL eu vi o show sentado a uns 10 metros dos caras… adrenalina pura. Spy vs. Spy vi 3 shows.
    Olho pra fente e só vejo bandinhas de merda e o pior: esses novos surfistinhas de merda só ouvem outras merdas, nem conhecem um Australian, Spy, Midnight, GAng. Putz, minha filha ouve e diz: “essas músicas velhas”. É o tiro de misericórdia.
    AMIGOS PERPETUEMOS ESSES SONS.
    ABRAÇOS, ANDRÉ FRED.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s