Eddie .:: musicyourself ::.

Eddie – Eu tô cansado dessa merda

Mr. Roberto Azoubel, a.k.a. Doutor Estranho , lembra de poucas coisas, mas de uma noite etílica em Olinda, 1989, ele lembra.
Foi a vez que ele somou Pixies+Ramones+Dead Kennedys+Frevo e viu o princípio do prelúdio da introdução do estopim da chama do manguebeat (que ainda não tinha fagulhado).
Hoje com Europa e 4 discos nas costas, Eddie é som responsa. Letras cabeçudas e guitarras “manchesterianas” pra Happy Mondays/Arctic Monkeys nenhum botar defeito.
Indie abestado!

Eddie @ My Space

51 fotos de 2009 pela LIFE

A LIFE publicou no seu site, as 51 fotos mais impactantes de 2009.
Selecionei a capa e mais 3 abaixo e o resto você vê aqui. Vale muito a pena.
Depois da The Economist, que publicou várias páginas sobre o Brasil, emplacamos de novo, porém negativamente, na capa da LIFE, onde flagra um despejado de uma ocupação ilegal em São Paulo.


CAPA


Figuras de gelo num evento em Berlim sobre o aquecimento global.


Parecem Stars Wars, mas são soldados iranianos da divisão de camuflagem em uma parada militar.


F-18 em demonstração no Red Bull Air Race em Detroit.

Top 7 psicopata .:: musicyourself ::.

Pra você que sempre teve curiosidade a respeito do que bombou nos mp3 dos facínoras, antes dos mais cruéis assassinatos, ai vai um top 7 pré-chacina.

É sangue na caixa de som, hehe.


Black Sabath – Paranoid


Rage Against the Machine – Killing in the name


Butthole Surfers – Who was in my room last night?


Rollins Band – Liar


Judas Priest – Painkiller


White Zombie – Black Sunshine


Ministry – Jesus built my Hotrod

Old is cool .:: musicyourself ::.


Tony! Toni! Toné! – If i had no loot.

No início da bolha dos 90´s, esses caras davam o tom do balanço.
R&B rasgado, pitadas de black music, scratchs com baixos secos e outras variações, apimentam o gingado dessa rapaziada.
A banda brilhou até 1996, dai deu aquela brochada, e agora tão excursionando, porém reformulada.
E pra não perder a oportunidade….Bobby Brown+Funkadelic+Simply Red+Melanina…=Tony!Toni!Toné! great sound!
Valeu a pena relembrar. Quem mandou deixar a MTV ligada na adolescência?

Ministério do Silêncio


É um livro antigo, mas vale a pena pelo conteúdo.
A partir de uma pesquisa baseada em mais de 20 quilos de documentos, o jornalista Lucas Figueiredo faz a primeira história do serviço secreto no Brasil, de sua criação aos dias atuais, passando pelos anos sombrios da ditadura. O livro traz surpreendentes revelações, e é todo ilustrado com fotos e documentos inéditos.
590 páginas que escorrem sangue e contam um pouco da CIA Tupiniquim.